× Atenção! Este site foi descontinuado em 18/05/2016. Visite o novo site: clique aqui.
Notícias

Campanha de Fitoterápicos da URI Santiago

17/09/2013

O uso de infusões e chás para tratamento das mais distintas moléstias é extremamente antigo e perpassa gerações. As plantas constituem-se em preciosa fonte de princípios ativos para os mais distintos tratamentos e, consagram-se, ao longo dos anos, como a principal fonte de medicamentos utilizada pelas populações. Não sem razão, os fitoterápicos ocupam um lugar promissor no mercado de medicamentos.

 

A URI Câmpus de Santiago pretende envolver a comunidade por meio de uma campanha voltada a fitoterápicos. O objetivo é recolher, na comunidade, mudas de plantas utilizadas como medicinais.  A etapa seguinte consiste no cultivo dessas em estufas hidropônicas e, posteriormente, pesquisa de seus princípios ativos. “Os estudos serão baseados em conhecimentos etnofarmacológicos, bibliografias e documentos tecnocientíficos, além de análises farmacológicas em laboratórios da universidade”, contou a professora Eliziane Mello. A campanha foi projetada a partir do Projeto de Implantação Experimental de Estufas Hidropônicas, que têm como pesquisadores os professores da URI, Vânius Veiga, Clóvis Fernando Bem Brum e Eliziane Mello. Esse projeto, conveniado com a Secretaria de Inovação Tecnológica do RS através do PMTVJ – Polo de Modernização Tecnológica do Vale do Jaguari, atualmente está sendo desenvolvido nos municípios do Vale do Jaguari.

 

Ao final da campanha, os resultados das pesquisas, incluindo descobertas de novas plantas com potenciais fitoterápicos, serão divulgados para que a comunidade conheça os verdadeiros benefícios dessas plantas. O principal resultado será reconhecer quais as plantas podem ter maior credibilidade quando utilizadas para fins medicinais, oportunizando à comunidade um conhecimento sólido produzido pela Universidade.  

 

Portanto, quem possuir em suas residências muda/sementes de diferentes plantas consideradas medicinais, pode encaminhar a URI Câmpus de Santiago. Essas deverão ser entregues à Bióloga da instituição, Eliziane, no Setor de Topografia e Licenciamento Ambiental ou no Laboratório de Análise de Sementes.

 

Foto: NUCOM

 

URI investindo em campanha de fitoterápicos

 

 

*Com informações da Bióloga Eliziane Mello

 

Núcleo de Comunicação

URI- Santiago


Esta notícia foi visualizada 923 vez(es).




Mais notícias

Ver todas
Texto: A+ A- A
GLPI GLPI CampusNET ProfessorNET Rádio URI FM Horários 2012 Laboratórios Calendário Manual Manual formatura Boletos



Desenvolvido por Rafael Olanda/NI
RSS Feed CSS xHTML
Avenida Batista Bonoto Sobrinho, 733 - Santiago/RS - 97700-000 - Fones: 0xx55 3251-3151 / 3251-3157