× Atenção! Este site foi descontinuado em 18/05/2016. Visite o novo site: clique aqui.
Notícias

Um encontro para possibilitar a ‘mobilização de vontades’

29/09/2014

O sábado passado foi repleto de integração, conhecimento e muitas trocas. Promovido pela URI Santiago, aconteceu, no Centro Cultural Aureliano de Figueiredo Pinto, o  “Encontro de formação permanente: por um espaço de integração reflexões científico-teóricas e práticas da rede de proteção e cuidados à infância e adolescência de Santiago”.

 

A abertura do mesmo foi feita pela professora Michele Noal Beltrão, Diretora Acadêmica da URI Santiago, que, coordenando o evento, salientou que, durante o sábado, todos puderam falar sobre suas ações, refletir sobre suas teorias/práticas, mudando conceitos, “a partir do olhar sobre e para o outro e de si próprio, o que, possivelmente, possibilitará a ‘mobilização de vontades’, conforme expressão utilizada pela professora Anahy, na abertura do encontro”, disse Michele. A conselheira tutelar Judaiba também realizou a abertura junto de Michele.

 

Com um público de cerca de 90 pessoas, logo após a abertura, a professora Anahy Oliveira, explanou a proposta das atividades a serem desenvolvidas ao longo do dia.

 

“A dinâmica da professora Anahy foi ótima, fazendo, por meio de rodas de conversas, um convite, que foi muito bem aceito por todos sobre diversos assuntos ligados à área da infância e da juventude”, refletiu Michele.

 

Além da Diretora Acadêmica, foram mediadores do debate os professores Ione Brum da Silva, Pedro Pacheco e Rosangela Montagner.

 

Este encontro teve como público-alvo as equipes das escolas públicas e particulares, Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente e de Assistência Social; secretarias municipais; Centro Materno Infantil; ESF’s; CAPS; ONG Casulo; Centro de Referência de Assistência Social (CRAS); Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS); instituições de ensino superior; conselho tutelar; hospitais; Polícias Civil e Militar; Poder Judiciário; Ministério Público; Defensoria Pública; OAB; APAE; Lar das Meninas e dos Meninos; clubes de serviço e projeto TAIFA.

 

A necessidade do encontro surgiu a partir de demanda vinda do Conselho Tutelar de Santiago, no sentido de formação permanente da rede de agentes sociais do município envolvida com as questões referentes à proteção integral de crianças e adolescentes.

 

Ao fim da atividade, ficou acertada a continuidade do evento, em busca de uma formação contínua de todos os sujeitos que atuam na rede de atendimento à infância e adolescência de Santiago. Foi o começo de uma grande articulação que demonstra o efetivo comprometimento da Universidade com a comunidade.

 

A professora Adriane Damian Pereira, coordenadora do curso de Direito, salientou: “Excelentes reflexões e discussões sobre as crianças e adolescentes, com pessoas preocupadas e envolvidas nas redes de proteção”.

 

A organização do evento foi do Conselho Tutelar de Santiago, Clínica Escola de Psicologia e Grupo de Estudos sobre a Infância e Adolescência (GEIA) do curso de Direito da URI Santiago.

 

Um sábado diferenciado

 

Público presente

 

Professoras Maria Saléti Reolon e Michele Noal Beltrão e psicóloga Rita Nicola

 

Fotos: divulgação

 

 

Núcleo de Comunicação

URI- Santiago


Esta notícia foi visualizada 944 vez(es).




Mais notícias

Ver todas
Texto: A+ A- A
GLPI GLPI CampusNET ProfessorNET Rádio URI FM Horários 2012 Laboratórios Calendário Manual Manual formatura Boletos



Desenvolvido por Rafael Olanda/NI
RSS Feed CSS xHTML
Avenida Batista Bonoto Sobrinho, 733 - Santiago/RS - 97700-000 - Fones: 0xx55 3251-3151 / 3251-3157